Início » Ver se email existe diminui a taxa de rejeição
Ver se email existe diminui a taxa de rejeição

Ver se email existe diminui a taxa de rejeição

Ver se email existe ou não é a primeira providência da validação de emails, visto que um email inexistente é uma falha que prejudica consideravelmente uma base de contatos.

Os filtros antispam dos provedores trabalham incessantemente para encontrar emails tóxicos tanto para os usuários, como também para eles próprios. 

Esses emails tóxicos são onerosos aos provedores porque consomem banda para serem direcionados para um repositório criado só para eles: a pasta de spam. 

Ou seja, os spams ocupam um espaço desnecessário de banda, enquanto este mesmo espaço poderia ser preenchido pelas mensagens que realmente importam: os emails válidos.

E é aí que ver se email existe é importante: essa ação evita que a taxa de rejeição — que é a porcentagem de bounces — aumente. E emails inexistentes se configuram em bounces.

Mas um email inexistente não é um bounce qualquer. Estamos falando de um hard bounce, ou seja, uma falha permanente que pode bloquear uma campanha inteira, junto com seu IP ou domínio remetente.

Vamos saber mais sobre os bounces e porque essas falhas fazem tantos estragos nos investimentos de marketing por email.

Bounces: fuja deles!

Bounce é uma falha na entrega do email, que pode ocorrer por motivos temporários ou permanentes.

Os motivos temporários são aqueles que podem ser consertados e assim, o email consegue chegar até a caixa de entrada.

Por exemplo, você envia um email que não foi entregue porque a caixa do usuário está cheia. Ao limpar a caixa, a mensagem consegue chegar ao seu destino.

Os motivos permanentes são aqueles que invalidam o email. Por isso, são considerados falhas graves e altamente tóxicas para os provedores e também para as listas de email marketing. São os temidos spams.

E sabe porque ver se email existe é fundamental?

Se você enviar uma campanha de comunicação por email com uma base contendo 3% de emails inexistentes (também denominados como inválidos), todo seu investimento vai por água abaixo. E você ainda é classificado como spammer.

Isso acontece porque é regra dos provedores de email bloquear listas contendo esse percentual de emails inválidos.

Somente a verificação de emails pode retirar todos os bounces, garantindo a saúde das listas de emails e assim, melhorar continuamente as taxas de entrega e de conversões.

Faça um teste com 100 créditos gratuitos para ver como a validação de emails pode impulsionar seu email marketing! Cada crédito equivale à verificação de um email.

Ver se email existe pode salvar suas campanhas

Bases de emails se tornam obsoletas rapidamente. Existem vários motivos que podem transformar um contato em ameaça.

Por exemplo:

  • O usuário não abre as mensagens e não clica em nada há pelo menos 3 meses. Isso se configura em um contato sem engajamento.
  • Um email corporativo muda de dono (o antigo usuário sobe de cargo sai da empresa). O email se torna inexistente.
  • Um ou mais emails da sua lista são descartáveis (duram apenas algumas horas ou dias). Assim como os emails sem engajamento e os inexistentes, os emails temporários sofrem perseguições dos filtros antispam.
  • Você criou um formulário de cadastro para coleta de leads, mas existem muitos emails inválidos procedentes de erros de digitação entre os dados coletados. Evite esse prejuízo instalando a API de verificação em tempo real, que corrige automaticamente os erros de digitação.

A validação de emails em massa ou via formulários de cadastro deve ser feita com frequência, pois assim, os profissionais eliminam os emails de risco.

Estudo de caso

O estudo de caso da empresa Icatu Seguradora ilustra bem os benefícios de ver se email existe ou não.

Com um investimento de milhões sendo ameaçado, a empresa, que estava investindo pesado em Inbound e usava o email como canal de aproximação com os clientes, começou a sofrer bloqueios nos filtros antispam dos provedores.

Prestes a ter seus domínios e IPs enviados às blacklists internacionais, a Icatu corria o risco de ter seu projeto de comunicação totalmente interrompido por causa de listas de contato obsoletas e, consequentemente, cheias de bounces.

Através da validação das bases, a empresa conseguiu conseguiu atualizar suas listas e sair da linha de tiro das blacklists de spammers.

Assim, a companhia pode consolidar suas estratégias de marketing de relacionamento, e os investimentos em comunicação tiveram êxito em seus objetivos.

Além disso, com a instalação da API de verificação em tempo real nos formulários de cadastro no site, a empresa gerou novos leads, aumentou as listas de contatos e assim, otimizou o projeto de aproximação com os clientes, que já estava em andamento.

Humberto Sardenberg relata como a verificação de emails colaborou com marketing da empresa

Porque ver se email existe diminui a taxa de rejeição

Ver se email existe é sempre útil, tanto para pequenas equipes que precisam se comunicar com seus leads, quanto para grandes empresas, que utilizam o email marketing como canal de campanhas.

Por isso, a verificação de emails está atrelada às estratégias de comunicação de marketing por email, visto que a retirada dos contatos de risco é a prioridade do serviço.

É importante destacar que fazer verificação uma só vez não é suficiente, pois as bases tornam-se obsoletas muito facilmente.

FAQ

Por que ver se email existe é importante?

Ver se o email existe é uma ação que detecta os emails inexistentes. Esse tipo de email se configura em hard bounce. Ou seja, trata-se de uma falha de entrega permanente, e por isso mesmo, gravíssima.

O email inexistente (também conhecido como inválido) prejudica não somente as listas de emails, que podem ser bloqueadas pelos provedores, como também os próprios provedores, que têm custos desnecessários com emails que precisam de um repositório exclusivo: a caixa de spam.

O que é um email tóxico?

Um email tóxico é aquele que oferece riscos aos profissionais. Contatos sem engajamento, emails corporativos, endereços descartáveis ou temporários e ainda, aqueles procedentes de formulários de cadastro que não passaram pela validação são considerados de risco.

O que é taxa de rejeição e como ela pode influenciar nas campanhas de marketing por email?

Taxa de rejeição é o porcentual de bounces, isto é, emails que não conseguiram ser entregues por motivos temporários ou permanentes. Isso pode influenciar negativamente porque uma lista contendo 3% de bounces sofre bloqueio nos provedores de email, e o remetente é classificado como spammer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.